terça-feira, 30 de julho de 2013

Férias - estas e as do próximo ano!

Estas ainda agora começaram e sim, eu já estou a pensar nas próximas! Há escolhas que fazemos que basta um dia para percebermos que não foram as melhores... 

Eu sei que com os erros também se aprende, mas eu encaixo naquele grupo de pessoas que não gosta nada de ter que errar para aprender o que quer que seja.

Agora é tentar remediar o que está menos bem, que não é nada de extraordinário e avançar. Avançar para dias melhores e dias ansiosamente felizes... Claro que isso só depende em grande escala de nós e das nossas escolhas. 

Keep calm and don´t stress..

Confesso que tinha já uma lista de coisas giras para partilhar, pois só hoje tive acesso ao pc e pude escrever. Mas deve ter sido do sol na moleirinha ou da água salgada que engoli porque, olhem, varreu-se-me tudinho!

Entretanto tenho um aniversário para preparar... cheira-me que vamos ter bolo na praia!

Vou dando noticias! 
Boas férias!!! 

domingo, 21 de julho de 2013

Férias de Verão!

Sempre as mais desejadas, sempre as mais cansativas! Este ano vou tentar seguir à risca as orientações da Magda

Descomplicar. Não stressar. 

Pelo menos vou tentar... 
A ver se não chego mais cansada do que fui!

Hoje começam os preparativos!



No ano passado foi assim!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Um vestido, 3 gerações.

Hoje faz 2 anos que a minha princesa foi Baptizada. O que quer dizer que a esta hora estávamos todos lá por casa refastelados e a fazer o que melhor se faz quando uma família se junta: conversar e comer!
 
Temos a "tradição" de baptizar os miúdos sempre por volta dos 3 meses. Tem sido assim com praticamente todos, desde que me lembro.
 
A minha pequena usou na cerimónia da Igreja um vestido especial. O meu vestido. E que também já foi usado pela prima (minha afilhada) com a mesma idade na altura...
 
Portanto, temos uma relíquia muito acarinhada que vai passando de geração em geração na ala feminina cá da famelga!



Março de 1978 - Eu

Maio de 1989 - Minha sobrinha e afilhada


17 de Julho de 2011 - a minha princesa
 
 
Quem se seguirá??


Assunto sério.

Ontem aconteceu uma coisa grave. Coisa capaz de mexer com toda a blogosfera e apta a deixar tudo e todos em modo reflexão ou até retiro espiritual!

Ontem a gata mais famosa da blogosfera fugiu de casa! Sim a nossa Lisa deu corda às patas e correu como se não houvesse amanhã. A viagem não foi longa, estacionou no monte de pedras empilhadas no terreno do vizinho. Ela tem um fascínio por aquele local...

Tentamos por todos os meios e tipos de chantagem convencê-la a voltar... nada resultou.

Pela primeira vez a Lisa dormiu fora de casa. Dormiu, é força de expressão porque ela deve ter feito jus à fama dos gatos e deve ter andado na farra toda a noite!

Isto foi coisa para tirar o sono a quase todos os membros desta família. Juro. Às 6 da manhã o pai cá de casa já estava empoleirado no muro a tentar apanhá-la. Nada. Não conseguiu.

Às 7 fui eu e ela devia estar podre de sono, porque bastou-me chamar duas ou três vezes e  veio. Passou o muro e deixou-se apanhar.

É importante referir duas personagens importantes na história. A Lisa deve ter um gosto especial por aquele local por causa das cabras. Eu acho que ela quer imitá-las.  Sobe e desce o monte das pedras como se fosse uma delas! 

As duas cabras que estão a tratar da vegetação do terreno são duas tentações para a nossa gata. Ela não lhes tirava a vista de cima desde que para lá foram... Fazia-lhes olhinhos lá de cima da varanda e miava-lhes coisas que só ela sabe...

E foi isto. Chegou a casa, comeu, bebeu água e fez a sua higiene corporal e aterrou o dia todo. Ainda anda ali tipo zombie.

Deste episódio de extrema importância na blogosfera, tiro duas conclusões:

*acho que no fundo a nossa gata tem alma de vadia e gosta de umas escapadelas.
ou
*acho que isto de querer imitar as outras (cabras) tem o seu quê de aliciante e radical...

Pronto, era isto. Agora quem vai dormir sou eu, que já não tenho idade nem pachorra para andar aos gatos!





sexta-feira, 12 de julho de 2013

Music in my head XXIV




Underwater

Bursting through a blood red sky
A slow landslide
And the world we leave behind
It's enough to lose your head
Disappear and not return again...

When I fall to my feet
Wearin' my heart on my sleeve
All I see just don't make sense

You are the port of my call
You shot and leavin' me raw
Now I know you're amazing

'Cause all I need
Is the love you breathe
Put your lips on me and
I can live underwater, underwater, underwater!
Underwater!

Flying through a bright blue sky
With a space boy high
From the world I leave behind
It's enough to lose my head
Disappear
And not be seen again

When I fall to my feet
Wearin' my heart on my sleeve
All I see just don't make sense

You are the port of my call
You shot and leavin' me raw
Now I know you're amazing

Cause all I need
Is the love you breathe
Put your lips on me and
I can live underwater, underwater, underwater!
Underwater!

With your love I can breath under water
With your love we could breath under water

sábado, 6 de julho de 2013

Fui à feira*

O mesmo que dizer: fui à PRIMARK*.

Tenho uma relação de amor/ódio com esta loja. E que se resume em 3 pontos simples:

- quando preciso mesmo de alguma coisa nunca arranjo o que quero.
- quando entro lá só por entrar, encontro coisas fantásticas, especialmente na zona dos têxteis/casa;
- faço parte daquele grupo de pessoas que NUNCA encontra nada razoável para vestir em si própria;

Cá para mim vai ser sempre assim. Ontem repetiu-se. Fui numa de arranjar umas t-shirts básicas para usar nas férias mas, nada. Nicles. Picles. 

Consegui comprar calçado. Fiquei encantada com as lonas, tipo "All Stars" e não lhes resisti. E fiquei a babar com a colecção dos "Monstros- A Universidade", que é uma injustiça ser só para miúdos...

Let´s look at the trailer...



sexta-feira, 5 de julho de 2013

terça-feira, 2 de julho de 2013

Os dias menos azuis.

Podia culpar a meteorologia porque hoje o dia acordou cinzento. Mas não é justo, porque me está a saber pela vida esta temperatura fresca.
 
Podia culpar a miúda pela noite mal dormida. Mas não é justo dormimos as duas razoavelmente bem.
 
Podia culpar o despertador porque tocou. Não é justo porque toca todos os dias à mesma hora e eu preciso dele.
 
Podia culpar as pessoas azedas e amarguradas pelos tons escuros com que escrevem algumas coisas nos blogues que sigo. Mas não justo, já sei que o espaço é delas e escrevem o que querem, tal como eu.
 
Podia culpar alguém que se gabou de ter criado uma coisa que afinal não é dela e roubou descaradamente e com todo o à vontade de um qualquer site e parece que só eu é que descubro estas coisas.... Mas não é justo, ela há-de continuar na vidinha dela de "pessoa de bem" e eu continuarei a ser uma gota no oceano. (Farta de pessoas que se aproveitam do esforço e trabalho dos outros)
 
Podia culpar as férias que nunca mais chegam. Mas não era justo, fui eu que as marquei na altura em que estão e já sabia que não dava para ir antes...
 
Podia culpar a sorte, porque nunca mais me sai o Euromilhões. Mas não é justo, porque eu nunca jogo.
 
Podia culpar todos os doces que como por estar gorda e com a auto estima prestes a lamber o chão. Mas não era justo, tudo depende da minha vontade e nenhum pacote de bolachas me vem parar a casa sem que eu o traga...
 
Podia culpar a senhora da limpeza pelo estado em que estão os vidros deste gabinete. Mas não é justo, a senhora não gosta de trabalhar e eu, às vezes também não me apetece nada.
 
Olhem, vou ali passar-me e já venho...