sexta-feira, 14 de junho de 2013

Ser Bom não custa. Difícil é ser verdadeiramente Bom.

Podemos limitar-nos a fazer o politicamente correcto ou até Boas Acções, simplesmente por uma questão de boa educação. Ou por termos noção do que é esperado socialmente de nós. Ou porque naturalmente reproduzimos aquilo que nos ensinaram...

Mas ser verdadeiramente Bom é mais à frente. É outro nível. É um desafio.

Ser verdadeiramente Bom, é agir com desprendimento. É agir e ficar de bem consigo mesmo. É sentir paz de espírito. É não precisar de reconhecimento nem de agradecimento.

Ser verdadeiramente Bom é difícil, mas é verdadeiramente gratificante. 

Não me refiro a ser Santo ou "Santinho", muito menos "Santola".  Ser simplesmente Bom com coração cheio. 

Escolher o caminho não é fácil, muito menos esse. O do verdadeiramente Bom. Muitos escolhos, mas também muitas alegrias. 

E o melhor deste Caminho? Não precisa de filosofia barata nem de filosofia elaborada para o explicar. Tem tanto de difícil como de simples.

É só seguir o coração e encontramos o caminho. O Bom.

Sem comentários:

Enviar um comentário