quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Rua acima

Esperei por esse dia. 

Depois corri rua acima e esperei por ti. Sentei-me naquele banco de jardim. O nosso banco de jardim.

Eu gosto de chegar antes. De esperar por ti. De te ver a aproximar. Meço os teus passos, olho o teu jeito de andar. Depois levanto-me num impulso e recebo-te com um abraço. Como sempre.

[Provo a tua pele gelada. Arrepio-me e deixo-me seduzir como de costume.]

Vale sempre a pena esperar por ti e correr rua acima para chegar primeiro.


Sem comentários:

Enviar um comentário