sábado, 27 de outubro de 2012

O incentivo que me faltava..

Conversa no carro entre mim e o A. após um dia de escola:

Eu: Lembras-te daquela amiga da mãe que esteve em nossa casa no Sábado à noite? Que tinha uma barriga enooorme porque tinha lá dentro uma bebé??
Ele: Sim, lembro... (pensativo)
Eu: Pois, ela já nasceu, hoje de noite, por isso a mãe dela já não tem aquela barriga grande!
Ele: (pensativo) ahh (mais pensativo) Tu devias ser como a mãe do E. da minha sala!
Eu: Ai sim? E o que tem a mãe dele? Também tem um bebé na barriga??? (Eu a imaginar a lógica de raciocínio da conversa, já que falavamos de grávidas e bebés... ingenuidade minha.)
Ele: Não. É magrinha e fininha.
Eu: (Em estado de choque e quase a colapsar) Mas achas que eu sou gorda?????????
Ele: Não..
Eu: Então????
Ele: Só devias ser como ela, pronto!

Moral da história:

1. Eu sabia que já devia ter feito a dita bicla descer do sótão antes... 
2. Rais parta que não me lembro como é a mãe do dito cujo E. Tenho que averiguar, pode o meu filho estar com uma imagem distorcida da realidade, tenho que o ajudar.
3. Quanto mais não seja, foi o raio de um incentivo!

Sem comentários:

Enviar um comentário