sábado, 18 de maio de 2013

18 de Maio de 2012

Já passou um ano. Lembro-me como se fosse hoje. E a dor continua igual. O aperto no coração também.
Neste dia despedíamos-nos da nossa querida Ofélia.

Foi uma despedida dolorosa. Venceu-a a doença terrível. Venceu-a a injustiça. Ficaram duas crianças e um marido que vivem agora sem parte de si mesmos. 

O tempo cura tudo, mas até lá continua a doer. 

Continuas nos nossos corações.





1 comentário: