terça-feira, 24 de setembro de 2013

Temos pena.

Provavelmente sou eu que tenho a mania. Não costumo cumprimentar todas as pessoas que vejo na rua, mas aquelas que conheço, nem que seja só de vista, costumo pelo menos sorrir ou lançar um olhar daqueles que só por si já cumprimentam...

O meu filho anda pelo 3º ano lectivo no mesmo infantário. Gosto do espírito de trabalho, da entreajuda, da empatia, da participação de todos os pais nas actividades e na vida em geral da escola.

Desde o primeiro dia, há 3 anos, que cumprimento todos com quem me cruzo nos corredores. Bom dia ou boa tarde. Não consigo passar por alguém e não dizer nada. 

A maior parte dos pais com quem tinha mais contacto já lá não têm os filhos pois foram finalistas no ano passado. Mas todos os outros que lá ficaram (e os novos que chegaram) e que tal como o meu filho, ainda têm este ano de convívio pela frente, já me conhecem tanto como eu os conheço a eles. 
Vivemos na mesma freguesia e até fazemos compras na mesma padaria ou vamos ao mesmo supermercado e, acima de tudo, os nossos filhos partilham os dias, a sala, o refeitório, o recreio. Um ano inteiro, com um mês de descanso apenas.

Pois hoje, nesta altura do campeonato, ainda fico a falar sozinha nos corredores, ou no portão da escola. Fico chateada mesmo. Fico triste. Será assim tão difícil largar um "bom dia"?? Fico triste por não terem a iniciativa de o fazer, mas ainda fico pior, por não responderem quando eu  lhes dirijo a palavra...

Caramba, será que pensam que a seguir aos bons dias, lhes vou cravar alguma coisa? 

Ai que gente. E que tristeza. Temos pena, mas não desisto.




Rubber Stamp - Hello Speech Bubble



1 comentário:

  1. Sei do que falas...acontece-me o mesmo...mas não desistas...faz a diferença!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar