segunda-feira, 20 de agosto de 2012

3 meses

Prestes a fazer 3 meses de blogue! Não que tenha que justificar nada a ninguém, mas por vezes fazer balanços é necessário .

A decisão de criar um blogue foi pensada e repensada 24 horas por dia durante mais de um mês...

Li e reli opiniões de prós e contras. Depois parei e pensei. Ignorei tudo o que li e abstraí-me. E lembrei-me da liberdade. Essa que me invade a alma e o espírito em tudo o que faço. Um bem supremo e necessário à condição do ser humano. E constantemente tão mal usado. Adiante. Assim é a liberdade.

Existem vários tipos de blogue. Quando falamos de blogues cujos autores são mulheres, saltam-nos logo aos olhos os temas típicos: moda, filhos, cozinha, artesanato.
Temas que me interessam certamente, mas nunca foi minha intenção, nem será, transformar o meu blogue em temático.

 Eu falo, escrevo sobre o que me vem ao pensamento, sobre angústias e alegrias, sobre o amor ou a falta dele. Sobre sexo, ou a falta dele se também assim tiver que ser...
Falo das minhas experiências, dos meus momentos, das minhas metas. Daquilo que vejo e daquilo que me deixam ver.
Escrevo sobre a amizade, sobre os amigos sobre os bichos e sobre os filhos sempre que me apetecer.

Não quero ter um mum´s blogue, nem um baby blogue, nem um fashion blogue.

Acima de tudo não quero um rótulo. Não quero etiquetas a prender-me a liberdade  e a divagação dos meus pensamentos.

Quero escrever sobre a vida. Sobre a minha vida. Sobre a vida dos meus. Os que me enchem as medidas só por existirem. A exposição preocupa-me, por isso tento proteger os que trago aqui.

Se escrever pode libertar, então encontrei o sentido para isto que aqui faço. A terapia que me faltava.

A vida é feita de altos e baixos. Curvas e contra curvas. Faço o que posso e sei, para ajudar a suavizar o caminho. O meu caminho.

Por isso vou agradecendo a quem vai fazendo este caminho comigo e me enche a vida de razões para gostar de estar aqui. :)

(e todos os dias me surpreendo e assusto com a estatistica fornecida pelo blogger! nunca pensei que pudesse interessar a tanta gente aquilo que tenho para dizer! obrigada por estarem por aí... não vos vejo, mas sinto-vos desse lado!)




2 comentários:

  1. As pessoas interessam-se por estórias. Sempre foi assim, por isso que é normal teres tantas visitas.

    ResponderEliminar
  2. :) sim é um facto. Mas não deixa de ser ainda estranho para mim! ;)

    ResponderEliminar