sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O meu fim de mundo (por partes)

é todas as manhãs quando o miúdo provoca uma tempestade para vestir a roupa, nomeadamente 3 camisolas.
é todas as manhãs quando o mesmo miúdo chora que não quer ir para a escola e precisa de me dar 355 beijos antes de me deixar sair para trabalhar;
é de manhã quando a irmã do miúdo decide acordar cedo, para além de não me deixar dormir mais 5 minutos, faz questão de andar grudada em mim, tornando as tarefas de tomar banho e vestir-me uma missão quase impossível.
é quando a gata decide enrolar-se nas minhas pernas quando circulo às escuras pela casa.
é quando a mesma felina decide que o melhor local para fazer o sua sesta é enrolada na minha camisola de lã preta, dentro do roupeiro.
é quando a mesma senhora dona gata decide andar a escorregar e trepar pelo corrimão das escadas às 3 da manhã.
é quando chego ao fim da semana e penso que durante uma semana não comi mais que 2 peças de fruta, não bebi um único iogurte e não tomei nenhuma vez o pequeno almoço, mas comi chocolate praticamente todos os dias.
é quando como sempre, começo a fazer planos com um ano de antecedência para o Natal e chega-se à semana do dito e ainda não tenho nada preparado.
é quando me apercebo que escolher e comprar o "tal" vestido para a miúda usar no Natal, com 3 semanas de antecedência não chega, mesmo.
é quando percebo que já não há papel de embrulho grátis na "Toys".
é quando olho para as minhas fotos antigas, especialmente de verão e vejo que o que está lá já não existe.
é quando olho para trás e vejo que já não tenho ao pé de mim pessoas que me fazem falta.
é quando chego ao trabalho e desmotivo sempre que vejo que ainda há pessoas que não têm o básico, seja para comer, seja para vestir, seja juízo e competências para levar a vida.
é quando olho para a minha vida e todos os dias penso que queria mudar tanta coisa e acaba por ficar tudo igual, mais um ano e outro e outro...
é quando tenho os meus filhos doentes, semana sim, semana sim e já dou por mim a desenvolver sintomas somáticos quando me apercebo que eles estão novamente a ficar doentes.
é quando percebo que me esqueço da minha saúde, arrependendo-me tanto quando ela me dá um abanão.
é quando percebo que não passo tanto tempo com a familia e com os amigos como desejava.
é quando começo a perceber que às vezes também eu, me engano redondamente nas prioridades.
 (...)

Sem comentários:

Enviar um comentário