domingo, 10 de junho de 2012

dolce fare niente...

Depois de uma manhã a alombar... veio uma tarde de preguiçar... soube-me pela vida. Mas confesso que fico sempre com uma sensação de tempo desperdiçado. Fazer o quê?

Entretanto cá por casa, estes dois melros que tenho como filhos, começam cada vez mais a alinhar um nas brincadeiras do outro... fico babada a ver. 

(Ele a gritar para ela: sai da chuva, sai da chuva anda abrigar-te! E ela - com aquele ar de importância - a olhar para ele, a rir-se e a pensar: tás tolinho ou quê? desde quando chove dentro de casa, miúdo? Mas lá foi. Fez-lhe a vontade. Raparigas.) 

Ai ai, a imaginação é realmente uma coisa fantástica... se os adultos soubessem disso!





Sem comentários:

Enviar um comentário